carregando...

carregando...

Encontre em

O crescimento do trabalho feminino no setor agroindustrial

O crescimento do trabalho feminino no setor agroindustrial

O agronegócio sempre foi uma área em que víamos mais profissionais homens atuando, porém esse cenário está mudando. Nos últimos anos houve um crescimento de mulheres entrando no segmento e conquistando cargos de destaque.

Segundo uma pesquisa realizada pela ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio, com 300 mulheres participantes, dos cargos de gestão cerca de 30% são ocupados pelo sexo feminino. Se considerarmos que o agronegócio representa 25% do PIB nacional, elas são responsáveis pela gestão de mais ou menos U$165 bilhões.

O crescimento do trabalho feminino foi de 8,3% no setor entre 2004 e 2015, segundo o CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada). Essa participação é de mulheres contratadas com carteira assinada. Em 2020 o CEPEA notou um crescimento de mais 2,02% da participação feminina no setor. Empresas do segmento tem aumentado suas iniciativas para ampliar a diversidade no agronegócio e apoiar a contratação de mais mulheres.

Seja no campo, nas indústrias ou nos cargos estratégicos, as profissionais mostram que possuem conhecimento e capacidade de liderar e propor soluções para as demandas dos negócios. É fundamental que a cultura empresarial seja forte e bem definida para atrair essas profissionais que chegam no mercado cada vez mais capacitadas.